God gave rock n’ roll to you.

Na semana que encerra a comemoração do dia mundial do Rock N’ Roll (13 de julho), separei algumas inspirações pra vocês curtirem por aqui e já digo logo que eu já adoto esse estilo musical pra minha vida, em todos os sentidos, já há alguns anos.

O Rock and Roll surgiu nos subúrbios dos Estados Unidos no início da década de 50 incluindo uma mistura entre vários gêneros populares da cultura negra como “rythm and blues” e “country”. A referida expressão é atribuída ao discotecário Alan Freed pois era como ele descrevia esse estilo musical. Uma edição da revista Rolling Stone de 2004 afirmou que “That’s All Right (Mama)”, de 1954, o primeiro single de Elvis Presley (com Scotty Moore na guitarra e Bill Black no baixo) para a Sun Records em Memphis foi o primeiro registro de rock and roll na história. Outros artistas que lançaram os primeiros sucessos do rock and roll foram Chuck Berry, Bo Diddley, Fats Domino, Little Richard, Jerry Lee Lewis e Gene Vincent.

Mas foi em terras britânicas que o rock and roll conheceu seu grande cenário, sem barreiras raciais que, por anos, foram fortemente defendidas nos Estados Unidos. O grupo “The Beatles” surgiu, a partir de então, com reinterpretações norte-americanas, inspiradas nos padrões musicais tocados para dançarinos de twist, e logo foram dando originalidade ao ritmo, abordando conceitos instrumentais complexos.

Perto do final da década de 60, grupos de rock britânicos começaram a explorar a música psicodélica, influenciados por experiências alucinógenas. Com o tempo, os gêneros foram criando uma fórmula inovadora tomando emprestado ideias musicais da música clássica, do jazz, da música eletrônica e da música experimental e, muitas das bandas, caminharam das convencionais canções de três minutos em direção a composições mais longas, com acordes cada vez mais sofisticados. 

Atualmente, a vitalidade do ideal do “rock” é exaltada por grupos com influências diversas, tendo em comum a história trilhada pelo rock até então, fazendo um certo remake de bandas passadas com uma variedade nos instrumentos. Fonte: Wikipedia

Fonte das pics: Accessory Town; Vintage Guide PARABÉNS JOICY MUNIZ! (blogueira do @itsvintageguide); Deviantart

Clique nas fotos para ampliá-las

 

 

 

Today I wish to hear…

Homenagem a RINGO STARR que hoje completa 71 anos!

Essa música é do álbum solo “Y Not” e traz uma mensagem linda de paz.

“Last night I had a peace dream
You know how real dreams can be
The world was a better place for you and me
Can’t you see?”

Um baterista com carreira solo formal que tem mais de vinte trabalhos lançados após a dissolução dos Beatles, sem contar com os discos ao vivo e DVDs de shows. Em 1989 criou coragem para encarar turnês bem sucedidas com a sua All Starr Band – uma grande sacada de Ringo – onde se juntou com grandes nomes da nata do rock e com eles divide o palco, os holofotes e a atenção do público.

“Se começo a criar alguma coisa, Ringo sabe exatamente aonde quero ir”. John Lennon

“Tocar sem Ringo é como dirigir um carro com três rodas” George Harrison

“Ringo é o baterista que mais gosto de tocar”. Paul McCartney

Fonte: Last.fm

Parabéns Ringo! 🙂

Today I wish to watch…

MIDNIGHT IN PARIS
 
Um filme escrito e dirigido por Woody Allen e com certeza uma das suas melhores obras!
Já estava querendo assisti-lo fazia um tempo desde a estreia. Fui ao cinema com o (bophe) e já estava quase tudo combinado de assistirmos se beber, não case (2). Mas depois de tanta insistência da minha parte, porque queria sentir algo mais no cinema, (se beber, não case (2) poderíamos deixar pra assistir e rir em casa mesmo, sem nenhum problema, não é?) fomos conferir mais um dos grandes trabalhos cinematográficas de Woody! (logo abaixo colocarei uma lista de todos os seus outros filmes).
 
O (bophe) começou desanimado e logo foi mudando de expressão. Com o tempo ele percebeu o melhor adjetivo pra esse filme: Contagiante! Num breve resumo o filme já começa te levando pra passear pela bela Paris mostrando seus principais pontos turísticos, tudo mostrado com um ar bem atual. O personagem principal é Gil (Owen Wilson), um roteirista cansado de Hollywood e que busca em Paris a inspiração intelectual pro seu sucesso. Ao mesmo tempo, ele passa por um momento de preparativos para o casamento ao lado de sua noiva Ignez (Rachel McAdams). O desenrolar do filme gira em torno da temática de quanto Gil é um homem deslocado e que deseja intensamente viver os anos 20/30, de preferência numa Paris chuvosa e acompanhada das canções de Cole Porter. A vida moderna movimentada com sacolas de shoppings e outras futilidades não o agrada. 
 
Woody Allen consegue nos trazer aquilo que, num determinado momento de nossas vidas, podemos encontrar: A vontade de viver um passado que parece ser mais atraente, um certo saudosismo. Além disso, em torno do personagem principal, podemos interligar o medo do fracasso. 
 
“Aos olhos de hoje, o ontem sempre vai parecer mais interessante.  Mais para frente, a segurança se dissipa: é mesmo a grande época? Dá para sentir, até, uma certa frustração por não se ter nascido antes – e cada um tem seu momento preferido do ontem. O jeito é lidar com o presente e trazer do passado o que interessa para que criemos hiatos de felicidade no hoje.” Crítico Heitor Augusto
 
Assim como em Vicky Cristina Barcelona, o cineasta traz uma cidade viva e desperta, no caso de Paris, um Romantismo. Diferentemente de Barcelona que traz a sensualidade, o desejo. A canção tema do filme também se mostra viciante e com o tempo você se percebe cantarolando dentro do cinema: Let’s Do It (Let’s Fall in Love) (1928)
 
Filmografia Woody Allen
 
2011. Midnight in Paris
2010. Você Vai Conhecer O Homem Dos Seus Sonhos – You Will Meet a Tall Dark Stranger 
2009. Tudo Pode Dar Certo – Whatever Works
2008. Vicky Cristina Barcelona
2007. O Sonho de Cassandra – Cassandra’s Dream
2006. Scoop – O Grande Furo – Scoop
2005. Ponto Final – Match Point
2004. Melinda e Melinda – Melinda And Melinda
2003. Igual a Tudo na Vida – Anything Else
2002. Dirigindo no Escuro – Hollywood Ending
2001. O Escorpião de Jade – The Curse of the Jade Scorpion
2000. Trapaceiros – Small Time Crooks
2000. Recolhendo os Pedaços – Picking Up The Pieces / Direção Alfonso Arau
1999. Poucas e Boas – Sweet and Lowdown
1998. Celebridades – Celebrity
1998. FormiguinhaZ – Antz / Direção Eric Darnell & Tim Johnson [Animação]
1997. Desconstruindo Harry – Deconstructing Harry
1996. Todos Dizem Eu te Amo – Everyone Says I Love You
1995. Poderosa Afrodite – Mighty Aphrodite
1994. Tiros na Broadway – Bullets Over Broadway
1994. Don’t Drink The Water
1993. Um Misterioso Assassinato em Manhattan – Manhattan Murder Mystery
1992. Neblina e Sombras – Shadows and Fog
1992. Maridos e Esposas – Husbands and Wives
1991. Cenas em um Shopping – Scenes from a Mall / Direção Paul Mazursky
1990. Simplesmente Alice – Alice
1989. Crimes e Pecados – Crimes and Misdemeanors
1989. Contos de Nova York – New York Stories / 3 Contos Dirigidos por: Woody Allen / Martin Scorcese & Francis Ford Coppola
1988. A Outra – Another Woman
1987. Setembro – September
1987. A Era do Rádio – Radio Days
1986. Hannah e Suas Irmãs – Hannah And Her Sisters
1985. A Rosa Púrpura do Cairo – The Purple Rose of Cairo
1984. Broadway Danny Rose
1983. Zelig
1982. Sonhos Eróticos Numa Noite de Verão – A Midsummer Night’s Sex Comedy
1980. Memórias – Stardust Memories
1979. Manhattan
1978. Interiores – Interiors
1977. Noivo Neurótico, Noiva Nervosa – Annie Hall
1976. Testa De Ferro Por Acaso – The Front / Direção Martin Ritt
1975. A Última Noite de Boris Grushenko – Love and Death
1973. O Dorminhoco – Sleeper
1972. Tudo O Que Você Sempre Quis Saber Sobre Sexo Mas Tinha Medo de Perguntar – Everything You Always Wanted to Know About Sex * But Were Afraid to Ask
1972. Sonhos de um Sedutor – Play it Again, Sam! / Direção HerbertRoss
1971. Bananas
1969. Um Assaltante Bem Trapalhão – Take the Money and Run
1967. Cassino Royale – Casino Royale / Direção Val Guest , Ken Hughes , John Huston
1966. O Que Há Tigresa? – What’s Up, Tiger Lily? / Direção Woody Allen & Senkichi Taniguchi
1965. O Que Que Há Gatinha? – What’s New, Pussycat? / Direção Clive Donner & Richard Talmadge
 
E claro que eu não poderia deixar de colocar aqui um pouco do figurino feminino dos anos 20/30 mostrado no filme! Inspire-se:
 
 
 
 
 

Today I wish a place like…

Metropolitan Museum of Art – New York

O motivo pra eu desejar estar por aí é a exposição Alexander McQueen: Savage Beauty que vem trazendo sucesso de público desde o começo de maio. Quem estiver em Nova York tem até dia 4 de agosto pra conferir a Savage Beauty que celebra 19 anos de carreira do estilista britânico falecido em 2010, aos 40 anos de idade. Cerca de 100 trajes e 70 acessórios desenhados por McQueen, entre 1992 e 2010, podem ser vistos através de uma cenografia que inclui labirintos de espelhos, hologramas, projeções em vídeos e manequins que se mexem, tudo organizado pra mostrar os detalhes das criações.

Apesar de, particularmente, não me encontrar inserida nesse espaço fashionista, é possível sentir o quanto McQueen pode inspirar você trazendo a mensagem do gótico, dos dois lados (bem e mal), da tecnologia, da natureza, em todas as suas criações. Não é em todas as pessoas que você pode encontrar tamanha ousadia e irreverência 🙂

 

Today I wish to watch…

Aeaeaea voltando com tudo!!! Depois de quase 1 mês na correria de artigos e provas espero não abandonar mais vocês por aqui! E o filme desejado hoje é:

Piratas Do Caribe 4 – Navegando em águas misteriosas
 
Acompanho a saga de Piratas Do Caribe desde o surgimento e a minha expectativa pra assistir logo esse filme não para de crescer desde o dia da estreia! Jack Sparrow, aquele lindo (interpretado por Johnny Depp, outro lindo!) sempre me encantou e nesse filme super ganhou ênfase. A crítica fala de um filme simples se comparado com os últimos três e que o título deveria ser “As aventuras de Jack Sparrow” por uma história que gira em torno só do tal pirata e que deixou de lado os personagens de Orlando Bloom e Keira Knightley. Mas sabe, o final deles a gente já viu no filme anterior e eu confesso que nem vou sentir tanta falta assim, rs! Além do mais, o filme conta com a participação de Penélope Cruz que abrilhanta tudo fazendo um par “romântico” com Jack.  O resultado, a minha opinião, o final do filme (ops! -NÃO!)… eu contarei por aqui assim que conferir tudo!
 
Por enquanto, quero dizer pra vocês que em meio a esse mundo adolescente “vampiresco” de Bella e Edward e afins, devériamos contar pra essa geração o quanto seria mais divertido ir ao cinema fantasiado de pirata né? e gritaar bem muito pelo Depp? okay, confesso pra vocês que eu passei por isso no cinema, já que na minha época, o legal era ver um pirata todo fora da lei e agarrado a uma garrafa de rum, e não um vampiro brilhando no sol fazendo esforços pra agarrar, no sentido sexual, uma carne fresca. (oi?)
E vamos aos looks inspiradores?
 
Combinação de cores bem ao estilo pirata! 😉

    Revistas:

     
 
Fotografias:
 
Fonte das pics: Deviantart 
 
 Yo-ho 🙂
 
 
 
 

Royal Feelings.

Faz exatamente uma semana que nos deparamos com um conto de fadas bem real e que foi esperado ansiosamente pelo mundo todo. O Casamento de William e Kate, em London, foi um dos acontecimentos mais comentados e mais marcantes da contemporaneidade.

Pra começar a história, William já era o foco da mídia desde pequeno. Juntamente com Harry foi fruto da união de Lady Di com Príncipe Charles:

William and Harry – Childhood.

A família de Middleton liberou no dia 07/03/11 fotos de Kate quando criança como parte oficial de uma biografia oficial online da Duquesa.

Aos 3 anos e meio de idade, durante férias no parque natural Lake District, no Reino Unido.
Aos 5 anos de idade vivendo na Jordânia.

Kate Middleton e William se conheceram na Universidade St. Andrews, na Escócia, em 2001. Em 2002 Kate teria despertado o interesse de William ao usar um vestido de malha de tricô transparente num desfile de moda universitário. O mesmo foi arrematado 65 mil libras em um leilão (105 mil dólares).

Kate e o vestido que abriu os olhos do Príncipe.

Desde 2003, o príncipe William namora Kate Middleton. Nesses oito anos de namoro, eles terminaram diversas vezes devido aos boatos de que o príncipe andava traindo Kate (safads!). Depois de um escândalo em que William foi flagrado numa boate com garotas, a futura princesa aceitou reatar o namoro.

Dançando na night 🙂
Kate e a calvície de William.
Kate toda de Brasil participando de um evento beneficente em Londres (2008).
… e levando uma queda!

E vamos ao bis do casamento!

Antes da cerimônia, foi feito um vídeo bastante dinâmico mostrando como seria se Príncipe William, Harry, Kate Middleton… entrassem na Abadia dançando e fazendo A PARRTY! Confira aqui 😀

Vestido da noiva e comentários:

Mark Badgley: “O vestido é a perfeição e vai permanecer sempre atemporal. É um look clássico, como Grace Kelly. A saia é divina. Amamos o cabelo solto e o véu. A proporção é linda”.

Antonio Marras, da Kenzo: “McQueen foi uma escolha brilhante. A escolha da marca e o estilo do vestido foi bem pensado, mesclando o limite fashion com a tradição – tudo de um jeito bem britânico. Pareceu bem natural e nobre. Verdadeiramente real”.

Entrando na Abadia de Westminster
Entrando na Abadia de Westminster
Detalhes do vestido. 

A escolha discreta do vestido de Kate contou com traços inspirados no de Grace Kelly e no da então Rainha Elizabeth II, além disso, estima-se que ela trouxe nas mãos um buquê com ramos de murta retirados do mesmo arbusto de onde saíram os ramos que formaram o buquê da rainha Vitória.

Grace Kelly.
Elizabeth II

“A cerimônia e a festa de casamento do príncipe William deve ter custado cerca de US$ 40 milhões. O anúncio do enlace gerou desconforto na Inglaterra, já que o país enfrentou uma grave crise econômica há pouco tempo. Cerca de 1.900 pessoas, entre familiares, amigos, autoridades estrangeiras, soldados e diplomatas, foram convidadas a comparecer à cerimônia na Abadia de Westminster.”

“Yes, I do”
Sorrisos.
O Design do vestido. (Sarah Burton)
A aliança. (usada só por ela)
A saída da Abadia (Pippa ajeita o vestido).
Carruagem Real.
O BEIJO!! (super rápido e com pedidos de bis)
A surpresa dos recém-casados. (Aston Martin que faz parte da coleção de carros do pai de William)

Não faltaram comentários sobre o que cada convidado estava vestindo. Confira algumas fotos:

Os chapéus também ganharam a atenção 🙂
e mais chapéus 🙂

A mãe de Kate já parecia pertencer à realeza e foi bem elogiada. Assim também como a Rainha toda amarelinha, fofa! *-* Já a atual mulher de Charles… nem vou comentar, rs.

Mãe Middleton diva 🙂

As primas do Príncipe William (Eugenie e Beatrice)  optaram por um Look bastante excêntrico e receberam críticas por trazerem chapéus não condizentes com a ocasião:

Eugenie, vestida de Vivienne Westwood e a princesa Beatrice, de Valentino.

Elas também foram comparadas com as irmãs malvadas de “Cinderela” pela mídia:

A daminha de honra Grace van Cutsem tem três anos de idade e é a afilhada do príncipe William. Ela também deu o que falar aparecendo super enjoada durante a cerimônia e perturbada com o barulho enquanto o casal dava o beijo real 😀

TENSO

Por fim, fiquem com as fotos oficiais do Casamento Real! Aquelas que ficam eternizadas em quadros, um sonho! *;

                                     Fonte de informações e curiosidades : UOL

Today I wish this things…

Existem bad hair days. Ontem foi, definitivamente, um desses dias e tudo que eu desejei foi uma simples coque bem arrumado. Mas como fazer? Onde encontrar algo que faça seu cabelo se esconder e,ao mesmo tempo, ficar um charme? o_õ

Estava eu, naquele longo feriado de semana santa, assistindo um pouco de tv, quando vi o IT MTV começando. As matérias foram bastante interessantes contando com entrevistas no ateliê do estilista André Lima + Dragão Fashion em Fortaleza. Mas o que mais me chamou a atenção mesmo foram os bumpits e donuts!

Vocês devem ter visto a palavra “donuts” e o que veio a mente foi logo tipo isso né?

Donuts de comer!
Gente, o donut que eu to falando é mais ou menos esse, sendo que pro cabelo 😮
Hair Donuts 🙂
É! Sabe aqueles coques lindos das celebridades e que a gente fica querendo saber o segredo de todos eles?  Aqui estão aguns deles:
Donuts - Celebrities
 A forma de se fazer um desses em casa é bem simples! é só você pegar uma meia! aham, aquelas normais, que você usa pra calçar um tênis! O passo a passo pode ser conferido AQUI
Mas se você quer a opção de comprar, tem esse site que o blog IT MTV indicou: http://www.amazon.com/s/ref=nb_sb_noss?url=search-alias%3Daps&field-keyw… 
A blogueira Julia Petit também nos ensina a fazer lá na TV Petiscos 🙂
E o bumpit hein?
Bumpits

Esse ainda não nos trouxe a felicidade de se poder fazer em casa e não vende no Brasil :~ o blog IT MTV indicou esse site pra comprá-lo:  http://www.amazon.com/gp/search/?brand=Big%20Happie%20Hair&ref_=bl_sr_hp… 

Jennifer Aniston deu um ar super natural usando ele:
Bumpit - Jennifer Aniston

 Vamos todas colocá-los em prática no dia-a-dia, já estou aderindo *;


Today I wish to hear…

Thiago Pethit – Mapa-Múndi

Thiago Pethit – Essa Canção Francesa

Finalmente uma dica nacional passando por aqui e encantando os meus ouvidos!

Thiago Pethit lançou seu primeiro disco, ‘Berlim, Texas’, em março de 2010.
Suas 11 canções autorais foram gravadas e produzidas por Yury Kalil (integrante da banda Cidadão Instigado) em São Paulo.
Influenciado pelo vaudeville de Tom Waits, Kurt Weill, Bertolt Brecht, Leonard Cohen e Chanson Francesa, o músico de 27 anos já abriu shows de Will Oldhan, Jens Lekman e Beirut.
‘Berlim, Texas’ é o segundo trabalho de Thiago Pethit, que lançou, em 2008, o EP ‘Em Outro Lugar’.

Fonte: http://www.lastfm.com.br/

Além dessas, as canções “Birdhouse”, “Nightwalker”, “Fuga Nº1” e “Low Lights” também estão disponíveis em vídeos no youtube e já ocupam um lugarzinho especial na minha lista de reprodução diária! 🙂

Vale super a pena! **;

Thiago Pethit 🙂

Today I wish a place like…

FIRENZE

 

Mais uma vez escolho Florença como destino turístico. O motivo é que, recentemente, recebi minha tão esperada lembrancinha from Italy de minha mig Alana, que fez uma viagem linda por lá ano passado! E já quero dizer que amei! Nunca desejei estar tanto num lugar olhando só pro calendário! rs E desde já agradeço por ela ter jogado uma moedinha pra mim na Fontana Di Trevi – Roma ❤

Algumas pics do calendário:

 

 

 

Todos os lugares tem suas peculiaridades incríveis, porém a que mais me chamou a atenção no calendário foi a Ponte Vecchio (Ponte Velha). Acredita-se que sua construção tem origem na Roma Antiga e sua arquitetura tem o formato de um arco medieval. É famosa por ter uma grande quantidade de lojas ao longo de todo o tabuleiro. Durante a 2ª Guerra Mundial, estima-se que ela não foi destruída pelos alemães devido a uma ordem de Hitler. Também há uma tradição de que os poucos cadeados restantes na ponte representam o amor de alguns amantes antigos, ao trancar o cadeado e lançar a chave no Rio Arno, eles se tornavam eternamente ligados um ao outro.